3 técnicas definitivas para controlar sua compulsão

7 de dezembro de 2016 - quarta-feira - 15:33h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor

3 técnicas definitivas para controlar a compulsão

Querido devorador de livros, veja se você se identifica com alguma das situações abaixo:

» Sua fila de livros não lidos é gigantesca.
» Você compra livros mais rápido do que lê, mesmo que você leia rápido e muito.
» A sua fila nunca diminui de forma expressiva, mesmo que faça planos e metas.
» Você sempre “faz besteira” em ocasiões como Bienal do Livro, feiras de livros, sebos e Black Friday.
» Você já até escreveu no seu próprio blog posts com dicas para controlar a compulsão, mas não conseguiu cumprir nenhuma delas.
» Ninguém mais acredita quando você diz que vai comprar menos livros no próximo ano.

Pois é, eu sei como você se sente, porque eu me encaixo em TODOS os itens acima.

Mas por que eu estou escrevendo novamente um post sobre compulsão por livros se eu já escrevi dois que falharam??

Aí é que tá! É porque eu tenho métodos novos – ahááá!! –, alguns baseados em um livro de um neurologista e outros obtidos por insights e inspiração divina, rs. E tenho plena fé de que desta vez vai funcionar. Por favor, acreditem em mim! =D

 
1. Maximize o seu prazer
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoAo longo de 2016, eu percebi que algumas leituras foram excepcionalmente prazerosas. Esses livros tinham algumas características em comum:

» eu estava realmente passando mal de vontade de ler o tal livro;
» eu li uma boa parte dele na livraria, em diversas ocasiões, antes de decidir comprar;
» eu comprei apenas o tal livro desejado, sem comprar diversos outros junto;
» eu comecei a ler logo após ter comprado, e li com sofreguidão (hahaha, que palavra mais exagerada, mas foi bem isso mesmo!), não conseguindo me desgrudar do livro.

Todos que foram comprados com essas características estão devidamente lidos. Não estão na pavorosa fila.

Mas por que esta técnica funciona?

Olha só esse raciocínio:
Quando você quer muito um livro, é provável que você esteja incontrolavelmente interessado naquela história ou naquele tema. Você quer saber tudo sobre o assunto, portanto compra 5 livros de uma vez. Mas você não vai ler os 5 de uma vez – você vai ler 1 e colocar 4 na fila. No entanto, você já tem outros livros, de outros assuntos, na sua fila. E ainda podem surgir novos interesses. Dessa forma, outras leituras podem interromper esse “fluxo de noia” que você tinha por aquele assunto inicial, fazendo com que o interesse que você tinha antes diminua. O prazer máximo pela leitura, então, pode ir por água abaixo.
Comprar apenas 1 livro quando você está quase arrancando os cabelos de vontade de ler é uma técnica que funciona porque garante que o seu “fluxo de noia” não vai ser interrompido, seu interesse não vai diminuir, e o prazer da leitura será máximo.

Se ainda continuar megainteressado no mesmo assunto, vá à livraria e compre outro livro. Mas, novamente, apenas 1.

 
2. Identifique suas situações pró-compulsão
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoEm quais ocasiões a sua compulsão grita alto?

Feiras de livro?
Promoções na internet?
Sebos?
Livrarias lindas?
Banca de jornal?

No meu caso, eu descobri que eu só perco o controle quando se combinam feiras grandes com preços baixos, tipo alguns estandes da Bienal e a Feira da USP. Livrarias comuns, sebos e sites, mesmo com promoções, não me instigam a fazer besteira.

Por que esta técnica funciona?

Quando você tem consciência da situação geradora de compulsão, há várias ações que você pode tomar para evitar o desastre, como:

» não ir aos locais (ai, que triste!);
» ir, mas estabelecer limites concretos (por exemplo, sem cartão do banco e apenas com dinheiro em cash);
» ir junto com um amigo e fazer uma aposta (exemplo: se eu comprar mais de 3 livros, terei que pagar um jantar caro para esse amigo).

Parece coisa boba, que não funciona por ser simples demais, mas eu realmente consigo frequentar semanalmente uma Livraria Cultura sem sair com uma pilha de livros nos braços. Autoconhecimento é tudo, ó! =D

 
3. Esquente o futuro
Coméquié??

Quando você está se morrendo de vontade de comprar aquele monte de livros, a sua compulsão está no seu ponto máximo, fervendo dentro de você. No entanto, quando chega em casa, bate aquele arrependimento. Pior de tudo é que você sabia muito bem que ia se arrepender.
3 técnicas definitivas para controlar a compulsão
Mas por que comprou mesmo assim??

Porque, quando você ainda estava lá na livraria com a compulsão te fritando, o momento de chegar em casa e o arrependimento eram um “futuro frio”, distante.

Esquentar o futuro consiste em imaginar, com profundidade e concentração, o que acontecerá e o que você sentirá dependendo da sua decisão. Você pode imaginar a culpa e o arrependimento por não ter resistido. Ou a vitória e a sensação de autocontrole porque conseguiu sair da livraria com apenas 1 livro. Ou o fato de faltar dinheiro para pagar algo importante apenas porque você foi fraco demais para se segurar.

Por que esta técnica funciona?

Ao se concentrar no futuro, ao “esquentá-lo”, você o torna mais real, você traz para o presente as consequências longínquas dos seus atos impensados. Um arrependimento bem imaginado acaba permanecendo apenas imaginário. E não vira verdade.

 
Resumindo…
1. Compre apenas 1 livro, comece a ler logo após a compra e desfrute do prazer máximo.
2. Identifique que locais oferecem perigo para sua compulsão e evite-os. Ou crie uma estratégia de defesa.
3. Feche os olhos, imagine e sinta, de verdade, o arrependimento e a culpa. Ou a vitória e a sensação de controle.

 
Mas… essas técnicas funcionam mesmo??
Acho que imagens falam por mil palavras, né?

Na Feira da USP do ano passado, eu ainda acreditava em meta de quantidade. Até que deu certo, já que eu estava com planos de comprar 11 livros. Mas… 11 livros?? Isso não ajuda em nada a diminuir a minha fila!
Pior: os livros dessa pilha que ainda não foram lidos não me trarão prazer máximo. O tempo deles passou.

Misto de felicidade e culpa. Hahahaha!! #FestaDoLivroDaUSP

Uma foto publicada por Lia Fugita (@verbo_ler_) em

 
Na Bienal de SP deste ano, fui passear por lá durante 6 dias. E fui bem ingênua de achar que ia conseguir me controlar.

 
Mas tudo mudou depois que eu descobri essas 3 técnicas. Depois de eu ter identificado que feiras combinadas com preço baixo são um perigo, eu fui à Feira da USP mesmo assim, mas com a técnica da maximização do prazer na manga e o futuro “esquentado” na mente.
Deu muito certo! O Livro da Literatura é um livro que eu estava planejando comprar há muitos meses, e que vou ler aos poucos, como se fosse um livro de estudo. Mas Androides sonham com ovelhas elétricas? é que foi o livro-noia do momento. E, well, ele já está devidamente lido!

 
Deem suas sugestões
Se vocês tiverem outras técnicas que já testaram – tendo dado certo ou não – deixem seus relatos nos comentários. Compartilhar informações é algo sempre bem-vindo.

[evento] 18ª Festa do Livro da USP

21 de novembro de 2016 - segunda-feira - 09:19h   ¤   Categoria(s): Eventos

Para quem mora em São Paulo e nas proximidades, e para quem vai estar por aqui entre os dias 22 e 25 de novembro de 2016, vai acontecer nesta semana a 18ª Festa do Livro da USP.

18ª Festa do Livro da USP

Com desconto mínimo de 50% no preço dos livros, a feira deste ano contará com 155 editoras.

Como chegar
Sugiro você optar pelo transporte público. É bem fácil, segundo o Google Maps:
- vá até a estação Butantã, da Linha Amarela do metrô;
- no terminal, pegue o ônibus 8012-10 Cidade Universitária;
- desça na Praça da Reitoria;
- ande um tiquinho até chegar à Travessa C.

18ª Festa do Livro da USP - como chegar

Editoras participantes
(Tem mais de 155 nessa lista, hein…)

7Letras
Aeroplano
Alameda
Alaúde
Aleph
Alfa Ômega
Almedina Brasil
Andross
Annablume
Artes e Ofícios
Ateliê
Attie
Autores Associados
Azougue
Balão
Bamboo
Bei
Bem-Te-Vi
Berlendis & Vertecchia
Biruta
Blucher
Boitempo
Brasiliense
Brinque-Book
C/Arte
Callis
Capivara
Carochinha
Centauro
Cereja
Ciranda Cultural
Cobogó
Com-Arte – ECA-USP
Companhia das Letras
Conrad
Consequência
Contexto
Contraponto
Cores e Letras
Cortez
Depto. Filosofia da USP
Discurso
Draco
Dublinense/Não Editora
Duna Dueto
É Realizações
Ed. Humanitas
Ed. UEPG
Ed. UFMG
Ed. UFPR
Ed. UFRJ
Ed. Unicamp
Ed. Unifesp
Edições Piaget
Edipro
Editora 34
Editora FGV
Eduel
Eduem
EdUFSC
Edusp
Elementar / Canguru
Escrituras
Escuta
Estação das Letras e Cores
Estação Liberdade
Évora
Expressão Popular
Ficções
Fiocruz
Fondo de Cultura Económica
Gaivota
Geração
Giordano
Girassol
Giz
Global/Gaia/Gaudí/Nova Aguilar
Globo Livros
Gmarx – USP
Grua
Grupo Átomo & Alínea
Grupo Autêntica
Grupo Editorial Pensamento
Grupo Editorial Summus
Grupo Record
Hedra
Hoo
HSM
Hucitec
Humanitas – FFLCH
Ideias & Letras
IEA-USP
Iluminuras
Imaginário / Intermezzo
Imprensa Oficial – Imesp
Instituto Moreira Salles
Intermeios
J. J. Carol
Jujuba
L&PM
Lazuli
Lexikon
Leya
Livros Portugueses
Lote 42
Loyola
MAE -USP
Martin Claret
Martins Fontes – Selo Martins
Martins Fontes – Selo WMF
Mauad
Monolito
Mundaréu
Musa
N-1 Edições
Narrativa Um
Nova Alexandria/Claridade
nVersos
Odysseus
Oficina de Textos
Oficina Raquel
Olhares
Ouro Sobre Azul
Palas Athena
Pallas
Panda Books
Papagaio
Papirus
Parábola
Paulinas
Paulistana
Paulus
Peirópolis
Perspectiva
Pinakotheke
Pini
Publifolha / Três Estrelas
Pulo do Gato
Quatro Cantos
Rádio Londres
Revan
Revista USP
RHJ/Baobá
Sarandi
Scientiae Studia
Senac
Sesc
Sesi-SP + Senai-SP
Sundermann
Taschen
Terceiro Nome
Terra Virgem
Unesp
Unicamp
Unifesp
Universo dos Livros
Valentina
Valongo
Veneta
Vermelho Marinho
Versal
Via Lettera
Vieira & Lent
Vozes
Zahar
Zarabatana Books

As fontes de informações referentes às listas de cada editora são o próprio site do evento e blogs de editoras.

Cantinho de leitura

26 de outubro de 2016 - quarta-feira - 08:58h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor

E então eu finalmente consegui realizar um grande sonho: ter meu cantinho de leitura com a minha estante perfeita, com os livros organizados por gênero!! \o/ É praticamente impossível descrever a sensação de felicidade!

Cantinho de leitura

A estante foi feita sob encomenda, com projeto meu e correções e execução de um marceneiro.
Eu quis mandar fazer ao invés de comprar pronta porque toda estante de livros que vi por aí tinha 30 cm ou mais de altura entre as prateleiras, o que é bem imbecil, já que acaba sobrando um espação acima dos livros.

Cantinho de leitura

As minhas prateleiras têm 25 cm de altura, com exceção das que ficam no chão, que têm 29 cm, para poder caber os livros técnicos e aqueles estilo enciclopédia. Lá no fim do post tem uma imagem do projeto original.

O móvel de sentar que eu acabei escolhendo foi uma chaise longue, absurdamente confortável, onde dá para esticar as pernas tranquilamente. O encosto tem uma inclinação ótima, e o afundadinho onde fica a bunda é o detalhe perfeito.
O cobertor de manga está aí na foto para fazer uma graça. Mas nos dias de frio ele foi de grande ajuda, vixi!

Cantinho de leitura

A estante tem espaço para aproximadamente 350 livros. Na verdade, eu tenho muito mais do que isso, algo em torno de 600, mas deixei o restante na casa dos meus pais e trouxe comigo só os preferidos e a maioria dos que ainda não li. Os que ficaram para trás serão doados, sorteados, vendidos ou simplesmente dados para os amigos.

Mas acho que a minha maior alegria mesmo foi poder organizar os livros por gênero. Estava cansada da zona de guerra que era a minha estante anterior. Agora eu tenho a seção de livros policiais, de ficção científica, conhecimentos gerais, fantasia, romances… ai…. <3

E na frente de alguns assuntos específicos eu coloquei enfeites correspondentes aos temas, tipo a torre Eiffel na prateleira dos livros sobre Paris, ou os personagens de Star Wars na frente dos livros da saga.

Cantinho de leitura

“Mas a estante já está cheia, Lia! Como você vai fazer quando comprar mais livros??”
Pois é, toda vez que eu terminar um livro, eu vou ter que pensar se vou mantê-lo comigo ou se vou me desfazer dele. Não almejo mais ter uma biblioteca gigantesca. Gosto de livros sendo lidos, e não parados durante anos na estante. Gosto de energia fluindo: coisa usada que já cumpriu seu papel pode seguir em frente, para coisa nova poder entrar. Isso também vai me ajudar a não fazer mais aquelas presepadas de comprar 25 livros de uma vez. Né??

E, abaixo, o desenho que eu fiz originalmente. Veja que o marceneiro optou por colocar um eixo no meio, porque, segundo ele, chapas de madeira longas e finas podem “selar” (tomar formato de sela de cavalo). Além disso, ele também pregou a parte superior da estante na parede para ela não tombar em cima de mim e me matar, rsrs.

Cantinho de leitura

Fiquem à vontade para copiar o projeto! Multipliquem por 3!! Ideias que trazem felicidade devem ser compartilhadas! Todos os devoradores de livros merecem ter uma estante dos sonhos!! ^__^

[resenha] Vida Organizada

14 de outubro de 2016 - sexta-feira - 16:55h   ¤   Categoria(s): Autoajuda, Literatura nacional, Resenhas

Vida OrganizadaTítulo: Vida Organizada
Autor: Thais Godinho
País: Brasil
Edição original: 2014
Editora: Gente
Páginas: 222
Compre: compare preços
Avaliação:

Ser organizado é um hábito e, como todos os hábitos, é preciso começar aos poucos, sem expectativas muito altas, e ir desenvolvendo devagar, até finalmente alcançar aquilo que consideramos o ideal, ou ao menos chegar o mais próximo disso.

Não me considero uma pessoa desorganizada nem muito bagunceira. Mas procrastino, bem mais do que eu gostaria. Neste ano, eu já li bastante coisa relacionada a produtividade e foco, e ultimamente ando lendo coisas sobre organização, porque, well, ela ajuda você a ser mais produtivo. As coisas mais recentes que li foram sobre GTD (apenas alguns sites), bullet journal e o livrinho verde da Marie Kondo. E agora terminei de ler Vida organizada, da Thais Godinho.

Este livro aborda a organização em vários aspectos, referentes tanto a objetos quanto ao dia a dia, seja em casa, no trabalho ou na vida. Talvez seja interessante listar os capítulos do livro e seus títulos para se ter uma ideia do conteúdo e ver se o livro te atenderia.
- Introdução
- Capítulo 1: Por onde começar quando tudo está um caos?
- Capítulo 2: Como alcançar nossos objetivos?
- Capítulo 3: Pausa para começar a destralhar!
- Capítulo 4: Começando a criar rotinas
- Capítulo 5: Agenda, compromissos e tarefas: manual do usuário
- Capítulo 6: Casa em ordem, mente sã
- Capítulo 7: Como destralhar sua checklist do trabalho
- Capítulo 8: 1, 2, 3: é só começar
- Epílogo

Apesar de ter achado o livro bastante objetivo e eficaz, não senti que ele tenha trazido grandes novidades sobre o assunto para mim. Talvez seja justamente porque já li materiais anteriormente, especialmente o GTD, que, segundo que entendi, é onde a Thais Godinho ancora seu método. No entanto, um ponto do qual gostei muito é como a autora expõe o significado maior da importância da organização na vida das pessoas. Quando ouvimos a palavra “organização”, logo pensamos em casa arrumada, objetos em ordem ou agenda bem administrada. A autora mostra que é muito mais do que isso e me convenceu de que ser organizada me possibilita ter mais realizações na vida e viver de forma mais plena. Um outro ponto que ela explica, que eu achei bastante interessante, é sobre alinhar as suas tarefas diárias, semanais, mensais, etc., com os seus objetivos de longo prazo, possibilitando, assim, tornar os sonhos realidade.

Mesmo não tendo me identificado totalmente com o livro, ainda assim eu o recomendo fortemente às pessoas que tiveram pouco contato com o assunto organização, que desejam muito “dar um jeito na vida” e que querem um método simples e que resolva. A leitura é agradável, rápida e provoca algumas reflexões, acompanhadas de exercícios práticos.
Vida Organizada

Veja também:
A Mágica da Arrumação

[resenha] Academia Jedi: O Retorno de Padawan

21 de setembro de 2016 - quarta-feira - 10:24h   ¤   Categoria(s): Ficção Científica, Infantojuvenil, Literatura estrangeira, Resenhas

Academia Jedi: O Retorno de PadawanTítulo: Academia Jedi: O Retorno de Padawan
Título original: Jedi Academy: The Return of the Padawan
Autor: Jeffrey Brown
País: EUA
Edição original: 2014
Editora: Aleph
Páginas: 175
Compre: compare preços
Avaliação:

O início do primeiro ano de Roan Novachez na Academia Jedi foi bem difícil, mas terminou superbem. Depois das férias, Roan está retornando para o seu segundo ano, no qual há muitas novidades, entre elas, o treinamento de piloto estelar e novo chef da cantina, Gammy. O começo do ano é tranquilo, mas, de repente, Roan começa a se ver em circunstâncias um tanto quanto complicadas. O treinamento de piloto é mais difícil do que o esperado, seus amigos começam a ignorá-lo, e Roan acaba se enturmando com os valentões da escola, que tentam levá-lo para o lado sombrio da Força.

Mais uma vez este livrinho fofo traz diversas situações parecidas com as que qualquer aluno do planeta Terra poderia vivenciar. O formato continua o mesmo, alternando trechos do diário de Roan com quadrinhos mostrando seu cotidiano, tabela de horários de aulas, imagens do jornalzinho da escola, boletim de notas, etc.

Ao prestar atenção, é possível notar, pelos traços das ilustrações, que Roan cresceu, está mais alto e com feições ligeiramente menos infantis. Também é possível perceber uma ligeira diferença de “clima” entre o primeiro e o segundo livro, em razão dos acontecimentos no dia a dia do nosso pequeno Jedi favorito. Esses acontecimentos, apesar de (ou talvez justamente por ser) um pouco mais complicados, proporcionam ótimos ensinamentos aos nossos leitores terráqueos.

Mês que vem, outubro, tem o Dia das Crianças. É a ocasião perfeita para você presentear seu padawan, ou algum que você conheça, caso não tenha o seu próprio, rs. Por gostar de Star Wars, eu sempre prestei um pouco mais de atenção à filosofia Jedi e reparei que ela não só é bastante útil na vida dos adultos, mas também na das crianças.
Academia Jedi: O Retorno de Padawan

Veja também: