[resenha] O Sexo dos Deuses

22 de agosto de 2011 - segunda-feira - 19:11h   ¤   Categoria(s): Literatura nacional, Mitologia, Resenhas

O Sexo dos DeusesTítulo: O Sexo dos Deuses
Autor: Antônio Carlos Olivieri e Christina Von
País: Brasil
Ano: 2003
Editora: Nova Alexandria
Páginas: 143
Sinopse: A Mitologia Grega tem sido mostrada ao longo dos séculos como algo solene, épico, pesado. O único ponto fraco de deuses, semideuses e heróis explorado decentemente até hoje era o famigerado calcanhar de Aquiles. Desafiando a fúria do Olimpo, os mortais Antonio Carlos Olivieri e Cristina Von resolveram escancarar para o mundo as taras e práticas sexuais nada ortodoxas de todos aqueles poderosos fortões de barba branca e suas lindas mulheres de longas cabeleiras. Tudo devidamente documentado por obras artísticas e literárias ao longo dos tempos. O livro revela incestos, ciúmes doentios, adultérios, vinganças diabólicas, transformismo, entre outros. “O sexo dos deuses” não é um livro de sacanagem explícita. É indicado a leitores de todas as idades, que ficarão por dentro da história oficial e de toda a farra que rolava por trás da velha e conhecida Mitologia grega.
Compre: compare preços

Poligamia, adultério, fetichismo, satiríase, homossexualismo, bestialidade, incesto…
A fulgurante carreira sexual de Zeus – deus que ocupava o topo na hierarquia divina da Grécia antiga – põe no chinelo a performance de qualquer atleta sexual da atualidade, sejam astros do show-biz, jogadores de futebol ou ex-presidentes norte-americanos.
O deus grego era insaciável e, sendo um deus, não conhecia limites. De fato, o supremo mandatário do monte Olimpo, se não pensava só naquilo, àquilo dedicava grande parte de suas inesgotáveis energias.

Avaliação:
Sem papas na língua, este livro trata do tão adorado tema da Mitologia Grega de um ponto de vista totalmente não-convencional: o do sexo. Fatos e aspectos sexuais dos deuses, semideuses e heróis são abordados de tal maneira que faria um simples par de chifres parecer brincadeira de criança.

O livro é dividido em 3 partes. A primeira conta sobre as centenas de aventuras de nada mais do que Zeus, o maioral do Monte Olimpo: fala sobre suas esposas, amantes, casos passageiros e os filhos, frutos de seus relacionamentos. A segunda parte é dedicada a Afrodite, a deusa do amor e da beleza, e tudo que seu estonteante poder de sedução causou, tanto a deuses quanto a pobres mortais. A terceira parte destaca os feitos dos heróis como Teseu e Hércules, e outras bagunças mais.

Eu achei o livro bastante interessante por se tratar de uma opção diferente para quem gosta de Mitologia Grega e deseja ler algo mais divertido e leve. Talvez o livro não agrade aos amantes mais ferrenhos e conservadores, por causa da linguagem utilizada, que pode passar às vezes uma impressão de futilidade e falta de cuidado com o assunto.
O Sexo dos Deuses

Veja também:

    2 comentários para “[resenha] O Sexo dos Deuses”

  1. Adoro Mitologia. E esse livro parece ser interessante. Bom… pelo que li de sua resenha, é apresentado um lado bem festivo, não é bem essa palavra que eu queria usar, deixa eu ver… hum… que tal caliente do deus supremo do Olimpo. Para quem gosta do tema, é uma boa pedida… acredito que vou ler.
    Adorei seu blog, cheio de novidades. Muito bom!
    Beijos.

  2. Felipe Nasca disse:

    Eu acho isso bom. Preciosismo, cedo ou tarde, sempre torna qualquer assunto chato demais. E eu defendo que assuntos como esse têm que se fazer interessantes para o maior número de pessoas possível. Mitologia grega é um legal cultural da humanidade e deve ser acessível.

    Se o livro “choca” estrategicamente (sem “chocar por chocar”), isso pode ajudar a criar uma correlação entre a piada marota que se vê no texto e o fato correspondente que se aceita como legítimo.

    Nem vou entrar no mérito de servir como ponto de partida, porque isso já está batido XD.

    Como já me fiz notar, estou supondo que o livro tenha um tom um tanto cômico. E, por isso, provavelmente mais convidativo do que uma obra sóbria. Por mais que seja superficial o que se aprende de mitologia grega com esse livro, ainda parece mais enriquecedor que um, por exemplo, “Piadas do Louro José”.

    Beijo, Lia!

Comente!

Spam Protection by WP-SpamFree