[autor] Clarice Lispector

10 de dezembro de 2011 - sábado - 12:47h   ¤   Categoria(s): Autores, Literatura nacional

Clarice Lispector (✫ Chechelnyk , Ucrânia, 10 de dezembro de 1920 – † Rio de Janeiro, Brasil, 09.dez.1977) foi uma escritora e jornalista naturalizada brasileira. Clarice Lispector
Tendo chegado ao Brasil com 2 meses de idade, Clarice considerava este país como sendo sua verdadeira pátria e afirmava não ter ligação nenhuma com a Ucrânia
Após a chegada da família a Maceió, em 1922, por iniciativa de seu pai, todos – exceto uma das irmãs – mudaram de nome. A garota que havia nascido Haia Pinkhasovna Lispector se tornou, então, Clarice.
Além de Maceió, Clarice e sua família também moraram em Recife, onde passou sua infância. Aos 9 anos de idade, perdeu sua mãe, que sofria de paralisia já há algum tempo.

Aproximadamente 4 anos depois, o pai muda-se com as filhas para o Rio de Janeiro, onde Clarice estuda e se forma em Direito. Entretanto, devido à frustração com o curso, a futura escritora encontra na literatura sua válvula de escape e em 1940, aos 19 anos, publica seu primeiro conto, Triunfo, na revista semanal “Pan”.
No mesmo ano, após o falecimento do pai e a publicação de mais alguns contos, Clarice começa a trabalhar como redatora e repórter no Departamento de Imprensa e Propaganda.

Em 1943, casa-se com Maury Gurgel Valente, que era seu colega de faculdade, termina seu curso de Direito e publica seu primeiro romance, Perto do coração selvagem.
Devido à carreira diplomática de seu marido, entre 1944 e até meados dos anos 1950, Clarice vive na Europa e nos Estados Unidos, onde nasceram, respectivamente, seu primeiro e segundo filho. Durante as diversas voltas ou férias no Rio de Janeiro, a escritora aproveita as ocasiões para lançar seus livros, como O Lustre, A cidade sitiada e Alguns Contos.

Em 1959, separa-se do marido e retorna ao Rio de Janeiro. A partir de então, até o fim da sua vida, publica diversos livros de contos, romances e infantis, como Laços de Família, A paixão segundo G.H., O mistério do coelho pensante e A hora da estrela, que foi seu último livro publicado ainda viva.

Ao longo de sua vida, Clarice também trabalhou para jornais e revistas, como colunista, cronista e entrevistadora, usando, muitas vezes, pseudônimos. Alguns exemplos são as colunas Correio feminino – Feira de Utilidades, do jornal Correio da Manhã, e Só para mulheres, do Diário da noite.

Em 1977, Clarice falece de câncer, um dia antes de completar 57 anos, e é sepultada no Cemitério Comunal Israelita do Caju.

Os livros Um sopro de vida, Quase de verdade, Para não esquecer e A bela e a fera são publicados durante os 2 anos seguintes à sua morte.

Seguem abaixo, alguns livros da escritora. Você já leu algum?

Perto do coração selvagem O Lustre A cidade sitiada Laços de Família A paixão segundo G.H. A hora da estrela Um sopro de vida A bela e a fera O mistério do coelho pensante Quase de verdade Correio feminino Só para mulheres

Veja também:

    5 comentários para “[autor] Clarice Lispector”

  1. Raphael Motta disse:

    Meu preferido dela é “A Hora da Estrela” e alguns contos!!!

  2. Kelly disse:

    Oi Lia!
    Ainda não li nenhum livro da Clarice Lispecto, mas tenho muita vontade. Espero conseguir no Desafio Literário 2012 :)
    Beijos!

  3. HOri disse:

    Bateu uma nostalgia agora… Fiquei com vontade de reler algum dos seus livros, ou ler outros que ainda não me dei o devido tempo para apreciar.

  4. Blake disse:

    Aaaaah Clarice Lispector! Como não ficar encantado com essa mulher e seus livros maravilhosos…
    Ótimo post!
    BjO

  5. FelipeNasca disse:

    Clarice Lispector… nunca li um livro dela com atenção. Preciso mudar isso… e ver se paro de ficar chamando ela de Clarice Winepctor também…

Comente!

Spam Protection by WP-SpamFree