Palavra no título #08: “Inverno”

18 de julho de 2012 - quarta-feira - 17:22h   ¤   Categoria(s): Dicas

Estes dias de friaca em São Paulo me inspiraram a homenagear a estação mais elegante do ano: o Inverno!

Inverno

 
O Palácio de InvernoTítulo: O Palácio de Inverno
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 456
Sinopse: Na primeira vez em que alterou o curso da história, em 1915, o então jovem camponês russo Geórgui Jachmenev conseguiu impedir um atentado à vida do grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar. Esse involuntário ato de bravura acaba por assegurar a Geórgui um lugar de honra na corte de Nicolau II, que o nomeia guarda-costas pessoal de seu filho, o também adolescente Alexei Romanov. Em 1981, agora cidadão britânico e funcionário aposentado da biblioteca do Museu Britânico, o octogenário Jachmenev, enquanto vela pela saúde da esposa Zoia, que vive os últimos estágios de um câncer devastador, deixa a memória flutuar, recordando aleatoriamente os fatos de sua vida, grande parte deles ligados diretamente a eventos históricos que transformaram o século XX. Rasputin, Winston Churchill, um amigo de Charles Chaplin, o último czar russo e outros personagens históricos de vulto misturam-se às pessoas comuns do imaginário de Jachmenev, à medida que sua memória vai aproximando os dois momentos mais importantes de sua vida, aquele em que conquistou o amor de sua vida e aquele em que está prestes a perdê-lo de forma definitiva.

 
Rei do Inverno Título: O Rei do Inverno – As Crônicas de Artur Vol. 1
Autor: Bernard Cornwell
Editora: Record
Páginas: 546
Sinopse: A mais fiel história sobre Artur, o lendário guerreiro que entrou para a história com o título de rei mesmo sem nunca ter usado uma coroa, está na trilogia As Crônicas de Artur, do escritor inglês Bernard Cornwell. O primeiro volume, “O Rei do Inferno”, conta curiosidades sobre os confrontos do início da era cristã. Narrado por Derfel Cadarn, um soldado que cresce dentro do exército real e se torna o melhor amigo e conselheiro de Arthur, o livro descreve, a partir de fatos, o grande guerreiro que lutou por uma Bretanha unida, no século V. Filho bastardo do rei Uther Pendragon, Arthur jura sua total fidelidade e proteção a Mordred, o legítimo herdeiro do trono. Assim, em terras divididas entre cristãos e druidas, diferentes senhores feudais e seus interesses e com ameaças de conflitos com os saxões, Artur se destaca como um corajoso e nobre guerreiro que inspirou a lealdade e uniu seu país.

 
Sangue no InvernoTítulo: Sangue no Inverno
Autor: Mons Kallentoft
Editora: Benvirá
Páginas: 504
Sinopse: É o inverno mais frio dos últimos tempos. Perto de Linköping, no coração da Suécia, um homem é encontrado morto, pendurado numa árvore. O estado do corpo faz lembrar os rituais de uma antiga religião viking, em que, justamente nessa época do ano, se ofereciam animais e seres humanos aos deuses em troca de felicidade e bem-estar. Mas os tempos são outros. Lá do alto, sob as estrelas do céu, uma voz se faz ouvir. A detetive Malin Fors é a única capaz de percebê-la – uma presença que acompanhará de perto seus esforços para reconstruir o crime. Com sua sensibilidade aguçada e o apoio de Zeke, seu parceiro nas investigações, Malin terá de buscar as pistas encobertas pela neve. Sua única certeza é de que o achado irá abalar a vida tranquila da cidade e trazer de volta terríveis segredos há muito escondidos.

 
Inverno SelvagemTítulo: Inverno Selvagem
Autor: Gustavo Melo
Editora: Novo Século
Páginas: 295
Sinopse: Uma forte tempestade durante o vôo São Paulo-Lima, a mais nova rota da Conexão Brasil Linhas Aéreas, obriga a aeronave a fazer um pouso desastroso no coração da Selva Amazônica. Lá, os únicos seis sobreviventes terão que se unir para saírem com vida do inóspito ambiente. O problema é que, durante uma brincadeira inocente para ajudar a atravessar a madrugada fria da selva, revelações e confidências farão seus destinos cruzarem-se de maneira assustadora. Inverno Selvagem, vencedor do Prêmio Vânia Souto Carvalho, na categoria ficção, da Academia Pernambucana de Letras em 2005, certamente levará o leitor a agonizar junto com os passageiros do vôo 1291 da primeira à última página.

 
O Inverno da Nossa DesconexãoTítulo: O Inverno da Nossa Desconexão
Autor: Susan Maushart
Editora: Paz e Terra
Páginas: 312
Sinopse: Susan Maushart embarca com os três filhos adolescentes num período de seis meses sem telefones celulares, iPads, iPods, computadores, dentre outros objetos eletrônicos para descobrir se a tecnologia estimula a informação ou torna as pessoas menos conectadas e mais distraídas. Reunindo os desabafos de Susan no seu diário pessoal (escrito a mão) e uma reportagem sobre os efeitos dessa intensa vida virtual nos adolescentes, no aprendizado e nas famílias, este livro tem por objetivo oferecer uma abordagem equilibrada das novas mídias ora apontadas como resposta aos problemas, ora como responsáveis peça desagregação social.

 
Qual desses vai entrar na sua wishlist? =)

    2 comentários para “Palavra no título #08: “Inverno””

  1. Sayaka disse:

    Aaaamo Cornwell!! O Rei do Inverno foi o primeiro livro dele que li, e fui atrás dele simplesmente pq amo King Arthur também rs.
    Não sei se é a mais fiel história sobre, mas com certeza é um dos melhores livros que já li. Que me perdoem os fãs de As Crônicas de Avalon, mas prefiro mil vezes a história contada pelo Cornwell.
    Maaas não fugindo do assunto… inverno… que friaca! E nada como um bom livrinho bem companheirinho pra te fazer companhia debaixo das cobertas.
    Sangue no Inverno é um que eu quero muito também!
    Cara… a lista dos ainda-não-comprados tá muito grande…..
    Bjinhos

  2. Leila disse:

    “O Palácio de Inverno” e “O Rei do Inverno” já estão na minha wishlist a um tempo.
    “Sangue no Inverno” e “Inverno Selvagem” aparentemente vão me causar pesadelos, então nenhum entra pra lista..rs..
    E “O Inverno da Nossa Desconexão” parece bem interessante! =D
    Beijo

Comente!

Spam Protection by WP-SpamFree