[resenha] O Advogado da Vida

15 de fevereiro de 2013 - sexta-feira - 09:05h   ¤   Categoria(s): Literatura nacional, Resenhas, Romance, Suspense / Ação

O Advogado da VidaTítulo: O Advogado da Vida
Autor: Jean Postai
País: Brasil
Ano: 2012
Editora: Novo Século
Páginas: 415
Sinopse: Quando começa o direito à vida? Essa pergunta fica quase impossível de ser respondida quando o médico Arthur Galanidel é preso por supostamente realizar abortos ilegais em sua clínica, inclusive em uma menor de idade. O advogado David é escalado para defender o caso, sofrendo a pressão da imprensa e da sociedade, que discutem se uma mulher tem ou não o direito de abortar e se o médico é ou não um criminoso. Será que David conseguirá convencer os jurados a inocentar o médico? Em quais situações é permitido a uma mãe optar por dar ou não à vida a seu filho? Neste emocionante thriller jurídico, as perseguições, tramas e provas são misturadas a todo momento, criando um romance fantástico, de tirar o fôlego. Tudo isso para, no final das contas, o caso ser julgado por sete jurados que decidirão onde começa e até onde vai o mais fundamental dos direitos: o direito à vida.
Compre: compare preços

David se aproximou mais e ficou chocado com o que viu. Era ali, no meio daquela favela, que diversos abortos eram realizados de maneira completamente ilegal, à margem do Estado. Estavam numa clínica clandestina. Era ali que pessoas sem qualquer formação realizavam procedimentos cirúrgicos arriscados, com pouco ou nenhum conhecimento da Medicina, tudo porque muitas mulheres pobres não podiam realizar o aborto em outro lugar, com melhores condições.

Avaliação:
O doutor Arthur Galanidel, obstetra renomado e com clientes ricos e famosos, foi preso acusado de realizar abortos ilegais em sua elegante clínica, inclusive de menores de idade. Mesmo com condições financeiras para contratar um advogado experiente, Arthur prefere escalar David Puskas, um jovem cujo escritório de advocacia ainda não começou a dar lucros animadores. Do outro lado, a acusação do Ministério Público, a imprensa e agressiva promotora Morgana Corbani.
Sob absurda pressão e correndo contra o tempo, o advogado do médico terá que se desdobrar para encontrar provas e argumentações que sejam convincentes para inocentar seu cliente. Em seu caminho, encontrará tanto pessoas querendo ajudar quanto querendo prejudicar a qualquer custo.

Acho que não estarei exagerando se disser que O Advogado da Vida já começou prendendo minha atenção na primeira página. E leitura calma é algo que eu não consegui encontrar em nenhum momento da história! Seja estando tensa nos momentos de suspense, seja correndo na leitura junto com a velocidade das cenas de ação, seja segurando a respiração nos diálogos mais inteligentes e decisivos, o livro te agarra de um jeito que você quer sempre ler mais, para saber o que vai acontecer a seguir.
Entretanto, este livro não é apenas um thriller muito bem escrito e com um ótimo enredo. O Advogado da Vida trata de um assunto extremamente polêmico em nossa sociedade: a legalidade do aborto. Ao longo da história, o tema é exposto sob os dois pontos de vista, mostrando fatos e informações contra e a favor. Para mim, em particular, a leitura foi muito enriquecedora, pois sou justamente uma pessoa que não tem exatamente uma posição em relação ao aborto, mas está aberta a escutar qualquer argumento. E eu acho que é justamente com esse tipo de pensamento que este livro deve ser lido.

Outro ponto que achei extremamente interessante está no fato de os termos jurídicos, usados com muita frequência no texto inteiro, não tornarem, de jeito nenhum, a leitura pesada, morosa ou difícil. Eu, que nunca me interessei por Direito, achei extremamente agradável ter aprendido alguns conceitos.

Eu gostei de verdade deste livro, e queria agradecer – sim, neste post – ao Jean Postai pela oportunidade de poder ler uma história emocionante e dinâmica, que expandiu mais a minha opinião sobre o aborto e me ensinou muito.
O Advogado da Vida

    4 comentários para “[resenha] O Advogado da Vida”

  1. Flávia disse:

    Lia,

    cheguei ao seu blog colocando como parâmetro de pesquisa no Google justamente o título do livro deste teu post. Quero aqui deixar registrado que tb amei esta história e virei fã do autor, estou esperando ansiosamente pelo próximo livro dele :)

  2. Nicolle disse:

    Após ler sua resenha (ameii) fiquei com uma boa impressão do livro, a forma como você descreveu o ritmo de leitura despertou meu interesse. Pensei que seria uma leitura mais pesada quando li a sinopse, mas você desfez essa impressão, agora penso que seja uma leitura fluída e intensa.
    A polêmica abordada é ,sem dúvida, uma das grandes. Fico muito confusa quanto a ela, sou contra o aborto, mas em casos de violência sexual não sei o que pensar, é tão terrível x.x
    De qualquer forma, acho que se fosse advogada pensaria um milhão de vezes antes de cogitar defender Arthur Galanidel. :x

  3. Jean Postai disse:

    Caramba, eu ganhei a semana! rsrsr
    Obrigado de coração Lia. É um objetivo meu fazer o Thriller Jurídico chegar cada vez mais ao leitor brasileiro, feito por um advogado daqui. Estou escrevendo o segundo livro e com certeza será enviado a você para resenhar novamente.
    Um ótimo final de semana e, precisando, é só me contatar! Um beijão!

  4. Bruna disse:

    Oi, Lia!!

    Após ler sua resenha (ótima!!) fiquei com uma boa impressão do livro, a forma como você descreveu o ritmo de leitura despertou meu interesse. Pensei que seria uma leitura mais pesada quando li a sinopse, mas você desfez essa impressão, agora penso que seja uma leitura fluída e intensa.

    A polêmica abordada é ,sem dúvida, uma das grandes. Fico muito confusa quanto a ela, sou contra o aborto, mas em casos de violência sexual não sei o que pensar, é tão terrível x.x

    De qualquer forma, acho que se fosse advogada pensaria um milhão de vezes antes de cogitar defender Arthur Galanidel. :x

    Até mais!!
    ;*

Comente!

Spam Protection by WP-SpamFree