Tag: ‘compulsão’

3 técnicas definitivas para controlar sua compulsão

7 de dezembro de 2016 - quarta-feira - 15:33h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor

3 técnicas definitivas para controlar a compulsão

Querido devorador de livros, veja se você se identifica com alguma das situações abaixo:

» Sua fila de livros não lidos é gigantesca.
» Você compra livros mais rápido do que lê, mesmo que você leia rápido e muito.
» A sua fila nunca diminui de forma expressiva, mesmo que faça planos e metas.
» Você sempre “faz besteira” em ocasiões como Bienal do Livro, feiras de livros, sebos e Black Friday.
» Você já até escreveu no seu próprio blog posts com dicas para controlar a compulsão, mas não conseguiu cumprir nenhuma delas.
» Ninguém mais acredita quando você diz que vai comprar menos livros no próximo ano.

Pois é, eu sei como você se sente, porque eu me encaixo em TODOS os itens acima.

Mas por que eu estou escrevendo novamente um post sobre compulsão por livros se eu já escrevi dois que falharam??

Aí é que tá! É porque eu tenho métodos novos – ahááá!! –, alguns baseados em um livro de um neurologista e outros obtidos por insights e inspiração divina, rs. E tenho plena fé de que desta vez vai funcionar. Por favor, acreditem em mim! =D

 
1. Maximize o seu prazer
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoAo longo de 2016, eu percebi que algumas leituras foram excepcionalmente prazerosas. Esses livros tinham algumas características em comum:

» eu estava realmente passando mal de vontade de ler o tal livro;
» eu li uma boa parte dele na livraria, em diversas ocasiões, antes de decidir comprar;
» eu comprei apenas o tal livro desejado, sem comprar diversos outros junto;
» eu comecei a ler logo após ter comprado, e li com sofreguidão (hahaha, que palavra mais exagerada, mas foi bem isso mesmo!), não conseguindo me desgrudar do livro.

Todos que foram comprados com essas características estão devidamente lidos. Não estão na pavorosa fila.

Mas por que esta técnica funciona?

Olha só esse raciocínio:
Quando você quer muito um livro, é provável que você esteja incontrolavelmente interessado naquela história ou naquele tema. Você quer saber tudo sobre o assunto, portanto compra 5 livros de uma vez. Mas você não vai ler os 5 de uma vez – você vai ler 1 e colocar 4 na fila. No entanto, você já tem outros livros, de outros assuntos, na sua fila. E ainda podem surgir novos interesses. Dessa forma, outras leituras podem interromper esse “fluxo de noia” que você tinha por aquele assunto inicial, fazendo com que o interesse que você tinha antes diminua. O prazer máximo pela leitura, então, pode ir por água abaixo.
Comprar apenas 1 livro quando você está quase arrancando os cabelos de vontade de ler é uma técnica que funciona porque garante que o seu “fluxo de noia” não vai ser interrompido, seu interesse não vai diminuir, e o prazer da leitura será máximo.

Se ainda continuar megainteressado no mesmo assunto, vá à livraria e compre outro livro. Mas, novamente, apenas 1.

 
2. Identifique suas situações pró-compulsão
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoEm quais ocasiões a sua compulsão grita alto?

Feiras de livro?
Promoções na internet?
Sebos?
Livrarias lindas?
Banca de jornal?

No meu caso, eu descobri que eu só perco o controle quando se combinam feiras grandes com preços baixos, tipo alguns estandes da Bienal e a Feira da USP. Livrarias comuns, sebos e sites, mesmo com promoções, não me instigam a fazer besteira.

Por que esta técnica funciona?

Quando você tem consciência da situação geradora de compulsão, há várias ações que você pode tomar para evitar o desastre, como:

» não ir aos locais (ai, que triste!);
» ir, mas estabelecer limites concretos (por exemplo, sem cartão do banco e apenas com dinheiro em cash);
» ir junto com um amigo e fazer uma aposta (exemplo: se eu comprar mais de 3 livros, terei que pagar um jantar caro para esse amigo).

Parece coisa boba, que não funciona por ser simples demais, mas eu realmente consigo frequentar semanalmente uma Livraria Cultura sem sair com uma pilha de livros nos braços. Autoconhecimento é tudo, ó! =D

 
3. Esquente o futuro
Coméquié??

Quando você está se morrendo de vontade de comprar aquele monte de livros, a sua compulsão está no seu ponto máximo, fervendo dentro de você. No entanto, quando chega em casa, bate aquele arrependimento. Pior de tudo é que você sabia muito bem que ia se arrepender.
3 técnicas definitivas para controlar a compulsão
Mas por que comprou mesmo assim??

Porque, quando você ainda estava lá na livraria com a compulsão te fritando, o momento de chegar em casa e o arrependimento eram um “futuro frio”, distante.

Esquentar o futuro consiste em imaginar, com profundidade e concentração, o que acontecerá e o que você sentirá dependendo da sua decisão. Você pode imaginar a culpa e o arrependimento por não ter resistido. Ou a vitória e a sensação de autocontrole porque conseguiu sair da livraria com apenas 1 livro. Ou o fato de faltar dinheiro para pagar algo importante apenas porque você foi fraco demais para se segurar.

Por que esta técnica funciona?

Ao se concentrar no futuro, ao “esquentá-lo”, você o torna mais real, você traz para o presente as consequências longínquas dos seus atos impensados. Um arrependimento bem imaginado acaba permanecendo apenas imaginário. E não vira verdade.

 
Resumindo…
1. Compre apenas 1 livro, comece a ler logo após a compra e desfrute do prazer máximo.
2. Identifique que locais oferecem perigo para sua compulsão e evite-os. Ou crie uma estratégia de defesa.
3. Feche os olhos, imagine e sinta, de verdade, o arrependimento e a culpa. Ou a vitória e a sensação de controle.

 
Mas… essas técnicas funcionam mesmo??
Acho que imagens falam por mil palavras, né?

Na Feira da USP do ano passado, eu ainda acreditava em meta de quantidade. Até que deu certo, já que eu estava com planos de comprar 11 livros. Mas… 11 livros?? Isso não ajuda em nada a diminuir a minha fila!
Pior: os livros dessa pilha que ainda não foram lidos não me trarão prazer máximo. O tempo deles passou.

Misto de felicidade e culpa. Hahahaha!! #FestaDoLivroDaUSP

Uma foto publicada por Lia Fugita (@verbo_ler_) em

 
Na Bienal de SP deste ano, fui passear por lá durante 6 dias. E fui bem ingênua de achar que ia conseguir me controlar.

 
Mas tudo mudou depois que eu descobri essas 3 técnicas. Depois de eu ter identificado que feiras combinadas com preço baixo são um perigo, eu fui à Feira da USP mesmo assim, mas com a técnica da maximização do prazer na manga e o futuro “esquentado” na mente.
Deu muito certo! O Livro da Literatura é um livro que eu estava planejando comprar há muitos meses, e que vou ler aos poucos, como se fosse um livro de estudo. Mas Androides sonham com ovelhas elétricas? é que foi o livro-noia do momento. E, well, ele já está devidamente lido!

 
Deem suas sugestões
Se vocês tiverem outras técnicas que já testaram – tendo dado certo ou não – deixem seus relatos nos comentários. Compartilhar informações é algo sempre bem-vindo.

[dica] Controlando a compulsão #2

24 de agosto de 2012 - sexta-feira - 19:19h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor, Dicas

compulsão livrosA edição nº2 das dicas sobre controle da compulsão por comprar livros coincide com o dolorido período pós-Bienal. Apesar de uma das dicas ser um simples castigo (que escolhi para mim mesma) por causa do desastre na Bienal, esta dica e todas as outras servem para todo mundo!

» Estabeleça um Castigo Pós-Bienal
Se matou de comprar?
Acabou com as costas e os ombros?
Arrebentou o limite do cartão de crédito? Esvaziou a conta bancária?
Está com 583 kg a mais de peso da culpa?
A solução é CAS-TI-GO! Hahaha!!
É o que eu estou fazendo comigo mesma. Vocês devem ter visto no post do Meme pós-Bienal… Estabeleci que só poderei comprar 4 livros nos próximos 12 meses.
Eu tenho fé que vai dar certo, por inúmeros motivos:
- Até antes da Bienal, eu fiquei 87 dias sem comprar livros.
- O peso da culpa é muito grande! Me sinto até mal só de pensar em comprar mais!
- Os 4 livros permitidos vão me possibilitar não definhar de inanição, não morrer de abstinência, não enlouquecer com a ausência do ato da compra. Afe, que drama! =P
- Todos estão tomando conta e quero ser honesta! Hahahaha!! (a que nível um ser humano chega…?)

» Troque o “quero” pelo “preciso”
Explico! Existe alguma coisa que você precisa fazer ou precisa parar de fazer? Exemplos: adquirir o hábito de arrumar a cama, perder peso, comer menos brigadeiro, parar de roer unha etc. Troque isso por páginas compráveis (que são o que você quer)!!
Uma coisa que funcionou absurdamente bem comigo foi essa história de arrumar a cama. Eu era uma pessoa que ficava uns 6 meses com a cama bagunçada! Sério! Um caos!
Um belo dia, resolvi fazer essa troca. As regras eram mais ou menos assim (não lembro bem, pois faz tempo):
- a cada dia que eu arrumasse a cama, ganhava 5 páginas de livro
- eu só poderia comprar um livro com o número de páginas acumuladas após 1 mês arrumando a cama TODOS OS DIAS
- se eu falhasse 1 dia que fosse, a contagem ZERAVA
- depois que eu completasse 1 mês arrumando a cama, eu poderia continuar acumulando e a troca poderia acontecer a qualquer momento
O resultado: cumpri o acordo e NUNCA MAIS deixei de arrumar cama! O ser humano é um bicho tão maleável, não?

» Faça apostas com outras pessoas
Seu pai/marido está beirando um infarto e não quer fazer dieta nem exercício? Além disso ele vive te dando bronca por causa dos livros que compra?
Pois seus problemas acabaram-se!
“Pai/benhê, se você perder 5 kg em 1 mês, eu fico 2 meses sem comprar livros!”
Lindo, não? Tudo fica mais saudável com isso: corpo, conta bancária…

» Treine a resistência
Nesse exercício, eu confesso que sou pró. Mas também foi à custa de muito treino meeesmo!
Todo mundo fala que não pode entrar numa livraria que com certeza sai com pelo menos 1 livro nas mãos. Ou que evita de entrar justamente para não comprar.
Pois faça o contrário!! Entre nas livrarias e exercite o ato de resistir! Comece fazendo isso acompanhado de alguém que tem controle moral ou financeiro sobre você: marido, pai, mãe, chefe, gerente de agência bancária, rs. Depois, vá com pessoas mais amigáveis: namoradinho, ficante, peguete, bff, filho. Quando estiver mais seguro de si, parta para o desafio Level Boss: vá sozinho!!
No meu caso, eu vou com meu namorado quase que semanalmente e ele já não precisa ficar tomando conta de mim, hahaha!
Mas é prática: tem que começar de algum nível soft e ir treinando sempre para aperfeiçoar.

 
E aí? Bora escolher um? Coragem!! \o/

Aaah, e tem a edição nº 1 destas dicas, aqui, ó!

[dica] Controlando a compulsão #1

5 de julho de 2012 - quinta-feira - 17:31h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor, Dicas

compulsão livrosDesta vez, o post de dicas vem do avesso!
É, rs, não são dicas de livros, mas sim dicas para evitar comprar livros e dar aquela brecada na sua louca compulsão.

Resolvi fazer este post porque eu mesma vivo lutando pra não transformar as livrarias nos meus templos de perdição. Já fiz milhares de apostas e acordos comigo mesma, já pensei em milhões de jeitos pra não deixar a fila aumentar tanto.
“Ah, mas Lia, a sua fila é gigante e tá sempre aumentando. Então suas dicas não funcionam!”
Bem… elas funcionam sim, desde que você as cumpra! Hahahaha! E esse é justamente o meu problema.

De qualquer forma, vou passar pra vocês o que eu já tentei. Vejam se dá certo pelo menos com vocês! XD

» A cada x livros lidos, ganho o direito de comprar 1
Acho que essa é uma das regras mais simples, e ousaria dizer que vários viciados já devem ter tentado este truque. Eu sugeriria que o ideal seria trocar de 3 a 5 livros lidos pelo direito de comprar 1. Menos que 3 é roubalheira. Mais que 5 é insano e você vai enlouquecer antes da primeira tentativa.
Variação: usar a quantidade de páginas como “unidade”. De 3 a 5 em troca de 1 também é o ideal.

» Comprar 1 vez por mês, mas com um fator limitante
Eu vi uma dica neste estilo, e não lembro em que blog foi. Por favor, se alguém souber me informar, me avise que eu dou os créditos da ideia.
Faça compras de livros uma única vez por mês. Determine a data e estabeleça o limite. Ex: Hoje é dia de comprar livros, mas vou comprar no máximo:
- 3 livros ou
- 600 páginas ou
- R$ 70,00
O legal (e torturante) é que você pode passar horas na livraria tentando otimizar sua compra de acordo com o fator limitante. “Das 600 páginas que tenho de limite, prefiro gastar em livros mais grossos ou mais finos?”

» Evite perder a cabeça em promoções ou sebos
Mulher quando vê uma liquidação, vai e se joga na loja, compra um monte de coisa e acaba não usando metade. Eu percebi cedo que isso nunca funcionou comigo para roupas. Sempre preferi pagar caro, dolorosamente caro por uma peça que eu realmente queria muito, que servia no meu corpo com perfeição, do que comprar qualquer coisa só porque está barato e depois “Ai, nem era tão legal assim essa calça”.
Acho que o mesmo raciocínio funciona para livros, em promoções de lojas ou preços baixos de sebos.

» Ler os livros mais finos
Hahahahaha!! Essa é a dica mais cara-de-pau dessa lista! Trapaça total! Mas não deixa de ser válida!
É ótima para quem quer diminuir o tamanho da fila de forma rápida e se sentir mais leve. Mas tenha ciência de que esta sensação é temporária, pois mais cedo ou mais tarde, você vai ter que enfrentar os livros gordões e sua fila não vai andar tão rápido assim.

 
E aí? Qual dessas dicas você encararia? Você tem algum método de controle de compulsão também?

Veja a edição nº2 destas dicas, aqui.