Tag: ‘feiras literárias’

3 técnicas definitivas para controlar sua compulsão

7 de dezembro de 2016 - quarta-feira - 15:33h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor

3 técnicas definitivas para controlar a compulsão

Querido devorador de livros, veja se você se identifica com alguma das situações abaixo:

» Sua fila de livros não lidos é gigantesca.
» Você compra livros mais rápido do que lê, mesmo que você leia rápido e muito.
» A sua fila nunca diminui de forma expressiva, mesmo que faça planos e metas.
» Você sempre “faz besteira” em ocasiões como Bienal do Livro, feiras de livros, sebos e Black Friday.
» Você já até escreveu no seu próprio blog posts com dicas para controlar a compulsão, mas não conseguiu cumprir nenhuma delas.
» Ninguém mais acredita quando você diz que vai comprar menos livros no próximo ano.

Pois é, eu sei como você se sente, porque eu me encaixo em TODOS os itens acima.

Mas por que eu estou escrevendo novamente um post sobre compulsão por livros se eu já escrevi dois que falharam??

Aí é que tá! É porque eu tenho métodos novos – ahááá!! –, alguns baseados em um livro de um neurologista e outros obtidos por insights e inspiração divina, rs. E tenho plena fé de que desta vez vai funcionar. Por favor, acreditem em mim! =D

 
1. Maximize o seu prazer
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoAo longo de 2016, eu percebi que algumas leituras foram excepcionalmente prazerosas. Esses livros tinham algumas características em comum:

» eu estava realmente passando mal de vontade de ler o tal livro;
» eu li uma boa parte dele na livraria, em diversas ocasiões, antes de decidir comprar;
» eu comprei apenas o tal livro desejado, sem comprar diversos outros junto;
» eu comecei a ler logo após ter comprado, e li com sofreguidão (hahaha, que palavra mais exagerada, mas foi bem isso mesmo!), não conseguindo me desgrudar do livro.

Todos que foram comprados com essas características estão devidamente lidos. Não estão na pavorosa fila.

Mas por que esta técnica funciona?

Olha só esse raciocínio:
Quando você quer muito um livro, é provável que você esteja incontrolavelmente interessado naquela história ou naquele tema. Você quer saber tudo sobre o assunto, portanto compra 5 livros de uma vez. Mas você não vai ler os 5 de uma vez – você vai ler 1 e colocar 4 na fila. No entanto, você já tem outros livros, de outros assuntos, na sua fila. E ainda podem surgir novos interesses. Dessa forma, outras leituras podem interromper esse “fluxo de noia” que você tinha por aquele assunto inicial, fazendo com que o interesse que você tinha antes diminua. O prazer máximo pela leitura, então, pode ir por água abaixo.
Comprar apenas 1 livro quando você está quase arrancando os cabelos de vontade de ler é uma técnica que funciona porque garante que o seu “fluxo de noia” não vai ser interrompido, seu interesse não vai diminuir, e o prazer da leitura será máximo.

Se ainda continuar megainteressado no mesmo assunto, vá à livraria e compre outro livro. Mas, novamente, apenas 1.

 
2. Identifique suas situações pró-compulsão
3 técnicas definitivas para controlar a compulsãoEm quais ocasiões a sua compulsão grita alto?

Feiras de livro?
Promoções na internet?
Sebos?
Livrarias lindas?
Banca de jornal?

No meu caso, eu descobri que eu só perco o controle quando se combinam feiras grandes com preços baixos, tipo alguns estandes da Bienal e a Feira da USP. Livrarias comuns, sebos e sites, mesmo com promoções, não me instigam a fazer besteira.

Por que esta técnica funciona?

Quando você tem consciência da situação geradora de compulsão, há várias ações que você pode tomar para evitar o desastre, como:

» não ir aos locais (ai, que triste!);
» ir, mas estabelecer limites concretos (por exemplo, sem cartão do banco e apenas com dinheiro em cash);
» ir junto com um amigo e fazer uma aposta (exemplo: se eu comprar mais de 3 livros, terei que pagar um jantar caro para esse amigo).

Parece coisa boba, que não funciona por ser simples demais, mas eu realmente consigo frequentar semanalmente uma Livraria Cultura sem sair com uma pilha de livros nos braços. Autoconhecimento é tudo, ó! =D

 
3. Esquente o futuro
Coméquié??

Quando você está se morrendo de vontade de comprar aquele monte de livros, a sua compulsão está no seu ponto máximo, fervendo dentro de você. No entanto, quando chega em casa, bate aquele arrependimento. Pior de tudo é que você sabia muito bem que ia se arrepender.
3 técnicas definitivas para controlar a compulsão
Mas por que comprou mesmo assim??

Porque, quando você ainda estava lá na livraria com a compulsão te fritando, o momento de chegar em casa e o arrependimento eram um “futuro frio”, distante.

Esquentar o futuro consiste em imaginar, com profundidade e concentração, o que acontecerá e o que você sentirá dependendo da sua decisão. Você pode imaginar a culpa e o arrependimento por não ter resistido. Ou a vitória e a sensação de autocontrole porque conseguiu sair da livraria com apenas 1 livro. Ou o fato de faltar dinheiro para pagar algo importante apenas porque você foi fraco demais para se segurar.

Por que esta técnica funciona?

Ao se concentrar no futuro, ao “esquentá-lo”, você o torna mais real, você traz para o presente as consequências longínquas dos seus atos impensados. Um arrependimento bem imaginado acaba permanecendo apenas imaginário. E não vira verdade.

 
Resumindo…
1. Compre apenas 1 livro, comece a ler logo após a compra e desfrute do prazer máximo.
2. Identifique que locais oferecem perigo para sua compulsão e evite-os. Ou crie uma estratégia de defesa.
3. Feche os olhos, imagine e sinta, de verdade, o arrependimento e a culpa. Ou a vitória e a sensação de controle.

 
Mas… essas técnicas funcionam mesmo??
Acho que imagens falam por mil palavras, né?

Na Feira da USP do ano passado, eu ainda acreditava em meta de quantidade. Até que deu certo, já que eu estava com planos de comprar 11 livros. Mas… 11 livros?? Isso não ajuda em nada a diminuir a minha fila!
Pior: os livros dessa pilha que ainda não foram lidos não me trarão prazer máximo. O tempo deles passou.

Misto de felicidade e culpa. Hahahaha!! #FestaDoLivroDaUSP

Uma foto publicada por Lia Fugita (@verbo_ler_) em

 
Na Bienal de SP deste ano, fui passear por lá durante 6 dias. E fui bem ingênua de achar que ia conseguir me controlar.

 
Mas tudo mudou depois que eu descobri essas 3 técnicas. Depois de eu ter identificado que feiras combinadas com preço baixo são um perigo, eu fui à Feira da USP mesmo assim, mas com a técnica da maximização do prazer na manga e o futuro “esquentado” na mente.
Deu muito certo! O Livro da Literatura é um livro que eu estava planejando comprar há muitos meses, e que vou ler aos poucos, como se fosse um livro de estudo. Mas Androides sonham com ovelhas elétricas? é que foi o livro-noia do momento. E, well, ele já está devidamente lido!

 
Deem suas sugestões
Se vocês tiverem outras técnicas que já testaram – tendo dado certo ou não – deixem seus relatos nos comentários. Compartilhar informações é algo sempre bem-vindo.

[evento] 18ª Festa do Livro da USP

21 de novembro de 2016 - segunda-feira - 09:19h   ¤   Categoria(s): Eventos

Para quem mora em São Paulo e nas proximidades, e para quem vai estar por aqui entre os dias 22 e 25 de novembro de 2016, vai acontecer nesta semana a 18ª Festa do Livro da USP.

18ª Festa do Livro da USP

Com desconto mínimo de 50% no preço dos livros, a feira deste ano contará com 155 editoras.

Como chegar
Sugiro você optar pelo transporte público. É bem fácil, segundo o Google Maps:
- vá até a estação Butantã, da Linha Amarela do metrô;
- no terminal, pegue o ônibus 8012-10 Cidade Universitária;
- desça na Praça da Reitoria;
- ande um tiquinho até chegar à Travessa C.

18ª Festa do Livro da USP - como chegar

Editoras participantes
(Tem mais de 155 nessa lista, hein…)

7Letras
Aeroplano
Alameda
Alaúde
Aleph
Alfa Ômega
Almedina Brasil
Andross
Annablume
Artes e Ofícios
Ateliê
Attie
Autores Associados
Azougue
Balão
Bamboo
Bei
Bem-Te-Vi
Berlendis & Vertecchia
Biruta
Blucher
Boitempo
Brasiliense
Brinque-Book
C/Arte
Callis
Capivara
Carochinha
Centauro
Cereja
Ciranda Cultural
Cobogó
Com-Arte – ECA-USP
Companhia das Letras
Conrad
Consequência
Contexto
Contraponto
Cores e Letras
Cortez
Depto. Filosofia da USP
Discurso
Draco
Dublinense/Não Editora
Duna Dueto
É Realizações
Ed. Humanitas
Ed. UEPG
Ed. UFMG
Ed. UFPR
Ed. UFRJ
Ed. Unicamp
Ed. Unifesp
Edições Piaget
Edipro
Editora 34
Editora FGV
Eduel
Eduem
EdUFSC
Edusp
Elementar / Canguru
Escrituras
Escuta
Estação das Letras e Cores
Estação Liberdade
Évora
Expressão Popular
Ficções
Fiocruz
Fondo de Cultura Económica
Gaivota
Geração
Giordano
Girassol
Giz
Global/Gaia/Gaudí/Nova Aguilar
Globo Livros
Gmarx – USP
Grua
Grupo Átomo & Alínea
Grupo Autêntica
Grupo Editorial Pensamento
Grupo Editorial Summus
Grupo Record
Hedra
Hoo
HSM
Hucitec
Humanitas – FFLCH
Ideias & Letras
IEA-USP
Iluminuras
Imaginário / Intermezzo
Imprensa Oficial – Imesp
Instituto Moreira Salles
Intermeios
J. J. Carol
Jujuba
L&PM
Lazuli
Lexikon
Leya
Livros Portugueses
Lote 42
Loyola
MAE -USP
Martin Claret
Martins Fontes – Selo Martins
Martins Fontes – Selo WMF
Mauad
Monolito
Mundaréu
Musa
N-1 Edições
Narrativa Um
Nova Alexandria/Claridade
nVersos
Odysseus
Oficina de Textos
Oficina Raquel
Olhares
Ouro Sobre Azul
Palas Athena
Pallas
Panda Books
Papagaio
Papirus
Parábola
Paulinas
Paulistana
Paulus
Peirópolis
Perspectiva
Pinakotheke
Pini
Publifolha / Três Estrelas
Pulo do Gato
Quatro Cantos
Rádio Londres
Revan
Revista USP
RHJ/Baobá
Sarandi
Scientiae Studia
Senac
Sesc
Sesi-SP + Senai-SP
Sundermann
Taschen
Terceiro Nome
Terra Virgem
Unesp
Unicamp
Unifesp
Universo dos Livros
Valentina
Valongo
Veneta
Vermelho Marinho
Versal
Via Lettera
Vieira & Lent
Vozes
Zahar
Zarabatana Books

As fontes de informações referentes às listas de cada editora são o próprio site do evento e blogs de editoras.

[evento] 17ª Festa do Livro da USP

8 de dezembro de 2015 - terça-feira - 09:30h   ¤   Categoria(s): Eventos

Parte mais importante do cartaz: DESCONTO MÍNIMO DE 50%

17ª Festa do Livro da USP

Quando: 9, 10 e 11 de dezembro de 2015
Onde: Travessa C da Av. Prof. Mello Moraes – USP (mapa)
Que editoras estarão lá: estas

fonte: site EDUSP

[Bienal SP 2014] O post pós-evento

1 de setembro de 2014 - segunda-feira - 21:55h   ¤   Categoria(s): Eventos

Entããããoo que a Bienal do Livro SP 2014 acabou ontem!

Tinha tanta coisa que eu queria postar que eu não sabia por onde começar. Mas resolvi fazer 1 post só, gigantão. Ele está por partes, então, se você estiver com preguiça de ver tudo, pode clicar nos links abaixo para ir direto ao assunto desejado. Senão, pode ir descendo a barra de rolagem normalmente.

Menu
- Lambança?
- Famosos
- Fotos do local
- Livroooosss!! \o/
- Não só livros
- E 2016?

 
» Lambança?

Olha, eu confesso que a minha ansiedade estava a mil antes da Bienal porque eu estava realmente com muito medo de como meu monstrinho compulsivo iria se comportar dessa vez. A edição de 2012 foi total pé na jaca, como vocês já devem ter cansado de ouvir.
Entretanto, para a minha surpresa final, digamos que a “minha” Bienal 2014 foi bem tranquila, sem exageros de quase nenhum tipo.
A pergunta que não quer calar: quantos livros você comprou, Lia?
A resposta: 11. É, onze.
Sóóóóó???
Só!
E o melhor de tudo: eu tinha estabelecido uma meta de no máximo 12 livros. Ou seja, ainda tinha espaço pra mais um, e eu nem preenchi!

Vejam como a foto a seguir mostra o rosto de uma pessoa serena, equilibrada, sensata, razoável e, acima de tudo, orgulhosa. Porque IMPOSSIBLE IS NOTHING! [pose de victory do Fred Mercury]

Os livros cabem em uma foto só e vocês conseguem ler o título deles! Isso não é incrível?

Com relação aos itens do post de Prevenção Contra Lambança, pfff, adivinha se consegui cumprir tudo aquilo! Fiasco total, hahaha!
» Desconto maior que 50%: Gué!!! Onde?? Tirando aquelas promoções de preços ultrabaixos, pouquíssimas editoras tinham descontos decentes. Uma estava com preços já mais baixos e descontos progressivos de até 15%. Outra chegou a até 40% de desconto, também progressivo. E uma outra, sim, chegou a 50% no último dia, mas era editora de livros mais técnicos. =/
» Comprar livros de menos de 300 páginas: Nenhum deles!! XD O mais fino tem 303 páginas, que é o Minha Metade Silenciosa.
» 1 livro por editora: 4 na Instrínseca, 2 na Gutemberg, 2 na Ediouro, 2 na Leya e… aaahhh, olha só, 1 na Record. ¬¬
» Usar uma mochila pequena: Em alguns dias, sim, usei a mochila pequenininha que tinha em mente, mas em outros, fui com uma mochila normal, média. Mas veja bem, pelo menos não fui de mochilão que nem em 2012. Pelamordedeus! O que eu tinha na cabeça naquele ano??
» Sacolinhas que machucam as mãos: Aháááááá!! Esse eu cumpri direitinho! Mas foi por 2 motivos: 1) minha mochila estava cheia, ou com câmera trambolho-fotográfica ou com garrafa térmica, blusa, nécessaire, etc., aí 2) dava preguiça de abrir, ajeitar os livros de forma que a quina da lombada não ficasse espetando seu traseiro, ai, um sofrimento, haha! E como o máximo que eu comprei em um único dia foram 5, não ficava ruim de infligir autossofrimento. XD Minhas mãos chegavam a arder um pouco quando ia tomar banho e a água quente caía nelas. Huahuhua!
» Ficar presa em fila de autógrafos: Eu não peguei nenhum. Chega uma idade em que a pessoa passa a ter menos energia pras coisas, sabe? Aí tem que usá-la de forma mais inteligente, sabendo priorizar e talz, entende?

Bom, a parte de marcadores também não foi exagerada, mas, nesse caso, nem foi opção minha. Tinha poucos disponíveis nos estandes mesmo. Ouvi bastante blogueiro reclamando disso. A foto de baixo mostra os livretos e 1 marcador de cada que eu consegui pegar. Nem todos têm repetido, mas do que tiver, vou sortear em breve no instagram.
voltar para o menu

 
» Famosos

Gente, confesso que achei lindo saber que a molecada estava enlouquecida querendo ver Cassandra Clare, Kiera Cass, Paula Pimenta, Bruna Vieira, etc. Li muitos comentários sobre a parte triste, do tumulto e tal, mas sabe quando o coração se enche de amor e esperança quando paramos pra pensar que esses ídolos são autores de livros? Isso é maravilhoso! E isso também é pras pessoas jovens, rs. A minha cara pode enganar, mas as minhas costas doem e me lembram da minha verdadeira idade.

Eu fiquei feliz mesmo é de ter visto o Harlan Coben, do nada, do outro lado do corredor, no estande da Arqueiro, alto, lindo, careca e maravilhoso, distribuindo sorrisos e simpatia. Eu não tinha planos de acordar cedo pra pegar autógrafo dele. Nem sabia em que horário ele estaria no estande. Foi o destino que me permitiu a visão daquele homem ai-meu-deus, rs.

E falando em véia, ontem, o último domingo, estava bem tranquilo, por isso também consegui ver o Ronnie Von. Ele estava no estande da Planeta, autografando sua biografia pras senhôuras que são mais tias do que eu. Me enfiei no meio da multidãozinha e consegui tirar uma foto só pra fazer inveja pra minha mãe, hehehe.

De resto, vi Ziraldo rapidinho enquanto estava de passagem e Mauricio de Sousa, que eu nunca tinha visto antes. Vi Thalita Rebouças, beeem de longe, dando uma palestra pra uma galera, e acho que vi Bruna Vieira de costas, porque me disseram que era ela.
voltar para o menu

 
» Fotos do local

Vocês já devem ter visto várias fotos de outras pessoas, mas eu quero mostrar a minha versão também. \o/

Entrada

Essas “arvrinhas” eram muito lindas!

Ediouro

Grupo Autêntica

E o estande mais bonito na opinião de muita gente
voltar para o menu

 
» Livroooosss!! \o/

A parte mais importante da Bienal! Aqueles que são motivos de existência para o evento. E para nós, book-freaks, também.

Essa coleção é muito bem feita! Eu tenho o da Economia. Pra quem curte ou é curioso, é perfeita!

Torre imponente da Nova Fronteira

Edições da Globo Livros

Zahar, Companhia das Letras e seus selos
voltar para o menu

 
» Não só livros

Algumas coisinhas diferentes que vi por lá…

Um Jack Sparrow gatinho de bobeira na entrada do Anhembi

Lápis no Submarino

Miniatura de casa vitoriana – sala da biblioteca

Plantinhas em um estande de livros sobre… ahm… plantinhas
voltar para o menu

 
» E 2016?

Infelizmente, pra muita gente, nem tudo foram flores nessa Bienal. Quem foi nos 2 sábados pôde sentir com mais intensidade o pior do evento. As críticas de sempre (filas, desorganização) que já ocorriam em outros anos tomaram proporções ainda maiores em 2014. Eu li 3 textos interessantes que gostaria de compartilhar com vocês. Não vou escrever muita coisa por aqui porque seria basicamente uma repetição do que está nesses textos, com os quais concordo em boa parte. Mas a minha opinião final é: não acho que muita coisa vá mudar para 2016. Não costumam mexer em time que está lucrando, costumam?

A vez e a hora de uma nova Bienal de São Paulo
Henrique Farinha – PublishNews

Bienal do Livro em SP supera expectativas e leva 720 mil ao Anhembi
Maria Fernanda Rodrigues – Estadão

Bienal SP: tudo bem quando termina bem
Leonardo Neto – PublishNews
voltar para o menu

 
Quem tiver post sobre a Bienal, com compras, fotos, etc., deixe o link nos comentários, please! =)

[Bienal SP 2014] Prevenção contra lambança

15 de agosto de 2014 - sexta-feira - 22:56h   ¤   Categoria(s): Coisas de leitor, Eventos

Prevenção contra lambança

Aah, que delícia saber que todo mundo já está preparado pra Bienal SP!! ^__^ ~♥ Falta exatamente 1 semana!!! \o/

Bom… como eu moro em São Paulo, não preciso fazer muito planejamento. Pra mim, tem a opção de metrô + ônibus gratuito ou um ônibus que vai direto da minha casa até quase na porta do Anhembi.

Meu desespero mesmo é com relação ao meu comportamento lá na Bienal! >_< Já estou há muitos meses ansiosa, preocupada com a possibilidade de fazer lambança e acabar comprando trocentos livros.

Então, montei uma listinha de coisas que eu posso fazer para livrar-me do mal-amém, quase um Guia de Bons Modos, hahaha! Não quero passar de novo por aquele perrengue psicológico torturante que foi o período pós-Bienal 2012.

Vamos lá, ver a lista de mentiras que vou contar pra mim mesma? XD

» Desconto maior que 50%
Sinceramente, a Bienal não é um dos melhores lugares para se encontrar livros a preço baixo. Em São Paulo, lá pro fim de novembro~começo de dezembro, tem a Festa do Livro da USP, onde os descontos são obrigatoriamente a partir de 50%. Na Bienal, há algumas editoras que realmente fazem umas promoções ótimas, com livros a 8 ou 10 reais. Uma delas costuma colocar os preços a 50% no último domingo. Já outras editoras são bem muquiranas nos descontos, e são justamente as que não merecem meu dinheiro. Rsrs. Não vou citar nomes, mas tem uma, conhecida pelo slogan “Pobres leitores” (hehehe), que em Bienais anteriores achou que estava arrasando com desconto de míseros 20%. ¬¬
Probabilidade de cumprir: alta

» Comprar livros de menos de 300 páginas
Sabe aquela roubalheira descarada que eu faço pra diminuir mais rápido a fila de livros? Pois é… vai valer para a “formação” da fila também. Em 2012, eu comprei muito livro gordo, e não os li até hoje porque dei preferência, voilà, justamente aos mais finos.
Probabilidade de cumprir: xiiii…

» 1 livro por editora
Regrinha difícil de cumprir, essa, né? Mas se eu tiver isso em mente, com certeza ajudará a frear o efeito polvo, quando meus 8 tentáculos quiserem sair pegando tudo que é livro nas prateleiras. A regra valerá principalmente para aquelas editoras lindas, maravilhosas, que têm aqueles livros que você quer muuuuuuito, mas que estão com desconto de… 30%.
Probabilidade de cumprir: Ahan. ¬¬

» Usar uma mochila pequena
Em 2012, eu tive o dom de ir com uma mochila de viagem, aquelas estilo mochilão, sabe? Elas são projetadas especialmente para distribuir melhor o peso que uma pessoa vai carregar, de forma que não machuque o seu corpo. Oooou seja, eu consegui comprar e carregar muuuuito mais livros do que se tivesse ido com uma mochila comum. Mais especificamente, uns 17 livros.
Pra 2014, eu já decidi: vou uma mochila normal, onde cabem uns 8 livros, no máximo. =D
Probabilidade de cumprir: total

» Sacolinhas que machucam as mãos
Em 2010, eu estava me desvirginando de Bienal do Livro. Éééé, acreditem, eu nunca tinha ido em uma. Aí a pessoa é cabaça, não sabe de nada e foi só com a bolsa. E comprou vários livros, pesados, que foram carregados nas sacolas plásticas ou de papel dadas pelas editoras. Isso machucou as mãos que foi uma beleza!! Mas sabe que é uma boa técnica pra você não comprar demais? Estou pensando se adoto isso ou não, rsrs.
Probabilidade de cumprir: vou pensar com carinho

» Ficar presa em fila de autógrafos
Geeente, tem que ter muita coragem pra madrugar e ficar 900 horas em fila de autógrafo, hein! Eu é que não tenho mais saúde pra isso, não, haha! Mas recomendo! Quanto menos tempo você circular no pavilhão, menor a chance de cair em tentação. Até rimou, ó!
Probabilidade de cumprir: quase zero, mas vá saber…

 
E estou aceitando mais dicas!!